O imóvel foi entregue, mas não tem dinheiro para mobiliar? Saiba o que fazer

3 de maio de 2012 at 4:58 pm Deixe um comentário

Uma das maiores conquistas dos brasileiros é a realização do sonho da casa própria. E conseguir um lar não costuma ser fácil e, muitas vezes, requerem anos de financiamentos e espera para a entrega do tão sonhado imóvel.

No entanto, muitas vezes, nem tudo sai como o planejado. É comum os proprietários receberem o imóvel sem ter uma reserva para reformá-lo ou mobiliá-lo. Nesses casos, o que era um sonho pode acabar virando um pesadelo. Segundo o economista e professor do MBA Gestão de Riscos da Trevisan Escola de Negócios, Cláudio Gonçalves, nesses casos, o principal passo é realizar um planejamento. “O proprietário não pode agir por impulso ou empolgação e assumir novas dívidas, na euforia de se mudar”, explica Gonçalves.

Planeje sempre

O especialista ainda explica que, nos casos em que o proprietário já mora sozinho, ele deve aproveitar os móveis que tem e não adquirir mais dívidas, no impulso de comprar tudo novo. “As pessoa geralmente tem a ideia de casa nova tudo novo, mas esse é o primeiro passo para cair no endividamento. O indivíduo tem que ter consciência de que agora, além das prestações do financiamento, ele tem gastos com o condomínio, entre outras despesas”, avalia Gonçalves.

Fazer um planejamento anual, colocando no papel o quanto você ganha, o quanto sobra e o que é possível fazer com essa reserva.

Se o novo proprietário mora com os pais, ele também deve avaliar a possibilidade de alugar o imóvel por um período de um a dois anos, para juntar uma renda extra e ir adquirindo os móveis aos poucos.

Segundo imóvel

O economista explica que, nas situações em que o proprietário vendeu um imóvel para adquirir outro, ele deve reservar um fundo para a reforma do novo apartamento. Este também deve utilizar os móveis antigos e se livrar do pensamento: “casa nova, tudo novo”. A orientação é deixar para trocar os móveis futuramente e aos poucos, pois nessa fase de transição a última coisa que se deve fazer é assumir novas dívidas.

Todos os casos

Em todos os casos, o professor explica que os proprietários devem ter cautela, fazer um orçamento, se livrar do impulso e manter o pé no chão. Na hora de comprar os utensílios domésticos e, quando realmente for a hora de fazer isso, pesquise preços, opte por não terceirizar o serviço de decoração e tente você mesmo fazê-lo. Faça com que essa nova fase seja comemorada tanto na entrega do apartamento quanto na efetiva mudança.

Não tome decisões precipitadas, para que o sonho da casa própria não vire um pesadelo e, em menos de seis meses, por conta de endividamento e inadimplência, você tenha de pensar na hipótese de venda ou tenha de sair para alugar o imóvel. Rsse processo é muito mais frustrante. Também é fundamental fazer um planejamento anual, colocando no papel o quanto você ganha, o quanto sobra e o que é possível fazer com essa reserva.

Fonte: Infomoney / Foto: Divulgação

Anúncios

Entry filed under: Decoração, Lançamentos. Tags: , , , , , , , , , .

Concurso “O que você faria para ganhar um par de ingressos para assistir à Final do Mineiro?” Leilão MRV Em Mogi das Cruzes / SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Sobre o Blog MRV

Aqui você encontra notícias sobre o mercado imobiliário, lançamentos de empreendimentos, hotsites e campanhas, dicas de decoração, matérias sobre a MRV.

Galeria MRV no Flickr

maio 2012
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Feeds

MRV no Twitter


%d blogueiros gostam disto: